Como tornar o uso da internet mais saudável para crianças e adolescentes

Toalheiros | 13 out 2023

Como tornar o uso da internet mais saudável para crianças e adolescentes

A tecnologia é extremamente importante para o nosso dia a dia e já se tornou parte da nossa rotina, estando presente no trabalho, no lazer e até mesmo para nos auxiliar na locomoção, para chegarmos onde queremos.

Entretanto, é importante ter a consciência que, por mais que as coisas boas ainda sejam maioria, existem, sim, perigos na internet, principalmente quando falamos de crianças e o uso não monitorado de conteúdo.

O mundo virtual é repleto de novidades, jogos e assuntos dos mais diversos tipos e gostos, mas nem todos eles são para as crianças. Além disso, existem desafios e pessoas mal-intencionadas em todo lugar e, por isso, precisamos sempre tomar atenção com os pequenos.

No blog de hoje, vamos dar algumas dicas para os pais cuidarem melhor da navegação das crianças, sem fazê-las se sentirem reprimidas ou excluídas da tecnologia, mas sim, compreendendo os perigos e a necessidade do controle em algumas situações.

Manter o diálogo é importante

Conversar é sempre a melhor opção!

Isso ajuda as crianças a compreender melhor o ponto de vista dos adultos, de uma forma tranquila e que não pareça com uma bronca.

Tente começar chamando a criança para aprender a navegar e explique que existem coisas que ainda não são para a idade dela ou que pessoas ruins podem usar para se aproximar e, assim, não assustar o pequeno ou aguçar ainda mais a curiosidade dele para saber sobre assuntos inapropriados.

Estabeleça limites

Mesmo que a internet esteja disponível o dia todo, não é uma boa ideia deixar isso transparecer para as crianças. O seu uso deve ser regrado e, se necessário, com o acompanhamento dos pais.

Separe um período do dia para navegar com seus filhos, mostre conteúdos bons para o desenvolvimento dele, acima de tudo, estimule a vontade dele em não querer ficar ali o tempo todo. Chame para brincar lá fora, passear com o cachorro, qualquer coisa que também seja divertida e que não precise estar online.

Acompanhe a navegação

Se você acompanhar o que o seu filho acessa, as chances de eles entrarem em sites perigosos é muito menor. Incentive o uso em áreas comuns, como na sala ou cozinha e, se puder, peça para que ele use um computador ou celular que seja seu.

Dessa forma, você terá acesso ao histórico e a criança também saberá o que pode, ou não, fazer enquanto está online.

Ative a busca segura

A maioria das plataformas de pesquisas oferecem um sistema de busca segura, onde bloqueiam conteúdos considerados inadequados para menores, a fim de intensificar a segurança para crianças e jovens na internet.

Além disso, o antivírus também pode ajudar, já que ele bloqueia qualquer site suspeito ou com atividade que possa trazer riscos ao computador. Alguns deles também possuem configurações avançadas para faixa etária.

Seguindo todas essas dicas, a navegação dos seus filhos será muito mais segura e proveitosa. Esperamos ter ajudado a criar um ambiente mais seguro e confortável para você e sua família.

Caso queria continuar lendo conteúdos como esse, não deixe de acompanhar o nosso blog!